segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Eu não vou negar

Às vezes eu fico pensando que as coisas acontecem no tempo errado. Então, enquanto o tempo certo não chega, eu fico aqui, e você fica aí, e todas as coisas reservadas para nós ficam guardadas, pois um dia elas acontecem com toda a intensidade que elas merecem ter. E, a cada novo dia que se estender para uma noite mal dormida, uma ligação de madrugada ou um choro afogado será normal, será deixada na lembrança, essas lembranças boas que temos da juventude e de tudo que fizemos e acreditamos. Eu quero ter você como lembrança boa, então eu dou um tempo ao tempo que custa em chegar. Talvez ele não chegue para nós. Nem por isso alguma coisa vai mudar por aqui. Porque ser toda coração assim é mais forte que eu e, bem, isso você sabe. E que, apesar de tudo, de todos, de todas e da maioria, você sabe o que tá aqui dentro, imutável, inquebrável, irremediavelmente grande. É, realmente você sabe.

3 comentários:

Vicky Doretto disse...

É... a vida segue...

bjus

Thyale F disse...

Meu Deus, casual mente estou visitando blogs em que os textos parecem está falando de mim *-*
esse seu texto é tudo q está se passando aqui, comigo.

muito lindo, ^^

Danii disse...

É quase assim que eu penso e sinto também.
Ele realmente sabe, e mesmo que o 'nosso' tempo não chegue, nada aqui dentro vai mudar mesmo *-*

Postar um comentário